Arquivo mensal: Junho 2016

  • -
13521066_1386787274683933_462709507_n (1)

Incêndio em apartamento no centro da cidade

Cerca de 36 elementos dos bombeiros de Torres Vedras combateram no passado dia 22 de junho um incêndio que deflagrou com violência num apartamento do Edifício Banix, na avenida 5 de Outubro.

A corporação recebeu o alerta eram 20h29. Na altura os moradores do apartamento não se encontravam em casa. As chamas e o fumo, que eram visíveis do exterior através de uma das janelas do edifício, alarmaram os torrienses. O incêndio deflagrou na cozinha do apartamento, de acordo com o comandante dos bombeiros, que afirma no entanto ser desconhecida a sua origem.

O sinistro provocou a destruição total da cozinha e prejuízos avultados na restante habitação, devido ao fumo. A pronta intervenção dos bombeiros voluntários, que mobilizaram para o local sete veículos e recorreram à auto-escada, permitiu circunscrever as chamas ao apartamento, evitando a sua propagação aos edifícios contíguos.

A PSP também esteve no local e tomou conta da ocorrência, estabelecendo um perímetro de segurança para que a equipa dos bombeiros pudesse combater as chamas. O incêndio foi dado como extinto às 21h30 e a normal circulação rodoviária foi restabelecida pouco depois. Ainda no mesmo dia, às 21h50, os bombeiros voltaram a ser acionados para um outro incêndio, num apartamento na Travessa Luís Faria, junto ao mercado municipal. Vinte e dois bombeiros, auxiliados por cinco veículos, acorreram ao local, onde uma máquina de lavar se incendiou. O fogo foi rapidamente extinto, sem prejuízo de maior, segundo a corporação.

Fonte: Badaladas


  • -
13528673_1173133119397262_5989020845053799297_n

Simulacro no aeroporto internacional de Lisboa

Os bombeiros de Torres Vedras participaram na madrugada desta quarta-feira num simulacro no aeroporto internacional de Lisboa.

Foi simulado o acidente com um avião, com 149 passageiros e seis tripulantes a bordo. O exercício mobilizou 152 veículos e 392 operacionais de várias corporações de bombeiros do distrito, dos Sapadores, do Instituto Nacional de Emergência Médica, Proteção Civil Municipal de Lisboa e Autoridade Nacional de Proteção Civil.

A corporação torriense integrou o exercício com duas ambulâncias, disse à Europa o comandante Fernando Barão.

O exercício foi dado por encerrado pouco após as 04h30 da manhã desta quarta-feira.

A regulamentação em vigor para o setor impõe aos aeroportos a realização de exercício desta natureza de dois em dois anos, de acordo com a ANA- Aeroportos. Trata-se de uma ação necessária para a avaliação da capacidade de reação face a um acidente com aeronave e para testar o Plano de Emergência do aeroporto e a coordenação de meios envolvidos.

Fonte: Radio Europa


Em caso de Urgência ligue 112 ou 261 322 122